Endometriose

Loading
Carregando..

Tratamento para infertilidade

Quando a principal queixa é a infertilidade temos que mudar um pouco o raciocínio. Diversos outros fatores devem ser considerados antes da proposta terapêutica. Idade da mulher, qualidade do sêmen do marido, tempo de infertilidade, presença ou não de obstrução tubária, grau da doença, e é óbvio o desejo do casal.

O tratamento pode ser cirúrgico ou por meio das técnicas de reprodução assistida. Ainda há controvérsias entre os médicos sobre a melhor forma de tratar estas mulheres. Alguns acham que elas devem ser operadas antes de se submeterem a procedimentos de reprodução assistida, já outros acreditam que a cirurgia não é necessária. Nestes casos o principal é usar o bom senso. Explicar à paciente todas as possibilidades de tratamento e, junto com ela traçar um plano para conseguir a gravidez.

Importante lembrar que não existe tratamento medicamentoso para as mulheres que tem endometriose e desejam uma gestação!! Todas as medicações atualmente disponíveis bloqueiam a ovulação, portanto a mulher não vai engravidar durante o uso. E, após o término da medicação, quando os ovários voltarem a funcionar a endometriose ainda vai estar lá, e todos os mecanismos que levam à infertilidade vão continuar acontecendo.

Já em casos de doença avançada a coisa complica. Na maioria dos casos as tubas estão comprometidas, na maioria dos casos só restando a fertilização in vitro com injeção intracitoplasmática de espermatozóides (FIV/ICSI). Se as tubas estão preservadas pode-se tentar a cirurgia, principalmente se dor for uma queixa importante. Após a cirurgia esperamos, em média, seis meses para que a gravidez aconteça. Se não acontecer, devemos pensar em FIV/ICSI.

Relembrando que, os outros fatores devem ser considerados!

Veja o clipe no qual o Dr Eduardo explica como ajudar as mulheres que tem endometriose e querem engravidar.