Endometriose

Loading
Carregando..

Depois de engravidar a doença é curada?

Esse é um dos grandes questionamentos referente a endometriose!

Como mencionado, existem algumas formas da doença. Na doença inicial/superficial, muitas mulheres acabam engravidando sem mesmo saber que tinham endometriose. E, após a gravidez os sintomas (cólicas menstruais) desaparecem.

Vem daí a famosa frase: “cólica menstrual quando casar passa!”

Esta afirmação, em algumas gerações atrás era verdade. As mulheres provavelmente tinham endometriose superficial que levava a cólicas menstruais.

Entretanto, era hábito na época as mulheres casarem mais cedo e terem filhos logo após o casamento. Desta forma, as altas concentrações de hormônio que circulam durante a gravidez e amamentação acabavam “secando a doença”, portanto as cólicas realmente passavam após o casamento!

Atualmente, com a mudança de estilo de vida da mulher atual o casamento, bem como a primeira gestação vem sendo postergados. Este tempo todo, entre as primeiras menstruações e a primeira gestação permitem que a doença avance, e os hormônios da gravidez já não são suficientes para eliminar os implantes.

Frente a este fato, hoje em dia a gravidez não “cura” a endometriose. Após a gestação e amamentação, reavaliamos os sintomas e retomamos o tratamento.