Endometriose

Loading
Carregando..

Diagnóstico

Vivemos, nos dias de hoje, um grande problema em relação ao diagnóstico da endometriose! Estudos, em diversos países, incluindo o Brasil, mostram que existe uma demora acentuada entre o início dos sintomas e o diagnóstico definitivo da doença.

Em qualquer livro ou texto que fale sobre endometriose você vai ler que o diagnóstico é anatomo-patológico, ou seja, há necessidade de uma cirurgia, biópsia e estudo do tecido retirado por um patologista. Entretanto, atualmente, só com a história e o exame ginecológico já podemos saber, com alto índice de acerto, se a mulher tem ou não a doença.

Mulheres jovens, com queixa de cólicas menstruais progressivas, e que em alguns casos tem dor durante a relação sexual, provavelmente têm endometriose. E, portanto, já estamos aptos a passar para o passo seguinte, que é identificar qual o tipo da doença, e então iniciarmos o tratamento!

Existe algum exame, de sangue ou de imagem, que pode ajudar no diagnóstico?

Você provavelmente já ouviu, ou vai ouvir falar de um exame de sangue chamado CA-125! Ele foi usado durante muito tempo no auxílio do diagnóstico de endometriose, entretanto, sua sensibilidade é baixa. Isso quer dizer que poucas mulheres com endometriose têm aumento do CA-125! Na maioria das mulheres com a doença (60-70%%) o exame pode estar normal! Talvez ele mais atrapalhe do que ajude! Se o médico esta frente a uma mulher na qual a suspeita é de endometriose e o CA-125 estiver normal ele talvez fique receoso ou não confie no seu raciocínio clínico e ai não vai intervir! Isso faz com que a paciente vá embora sem diagnóstico! Talvez este exame seja um dos culpados pela demora no diagnóstico e tratamento da doença.

Com relação aos exames de imagem, existe alguma confusão atualmente. Temos lido em diversas reportagens que os exames de imagem fazem o diagnóstico da doença. De fato isso é verdade, só que quando os exames detectam a doença ela já esta em estágios um pouco mais avançados, e o diagnóstico poderia ser feito apenas na consulta ginecológica. E, o mais importante, na doença inicial ou leve, provavelmente os exames não vão conseguir identificar os implantes de endometriose.

Por isso, o fato de a paciente ter CA 125 normal (<35) e um exame de imagem, seja ultrassonografia especializada ou ressonância magnética normais não exclui o diagnóstico de endometriose.

Exames de imagem, ultrassonografia, tomografia ou ressonância magnética( leia mais sobre quais as vantagens e desvantagens de cada método na seção “perguntas frequentes”) não servem para o diagnóstico da doença. Eles são úteis em alguns casos para programarmos melhor o tratamento.

Apesar de todo avanço da medicina, atualmente, a melhor forma de diagnóstico precoce da endometriose é uma boa consulta ginecológica!

Entenda melhor as formas diagnósticas no vídeo: